"Cosa Nostra Lusitana" - A Máfia à Portuguesa

Espectacular conjunto de cartoons dos polít... mafiosos portugueses num enredo verdadeiramente electrizante e digno de um dos melhores filmes de Hollywood.

Cosa Nostra Lusitana

Dom Coniglio
O Chefe dos Operacionais
Personagem inútil e mentirosa que não decide, embora pareça que tome decisões.


Cosa Nostra Lusitana

Dotorato di Fretta
Adjunto do Chefe
Personagem ainda mais inútil do que o Chefe, mas mais espertalhão. Doutorado por amigos através de processos duvidosos, mostrou à sociedade que é tão fácil ser doutor como ser idiota.


Cosa Nostra Lusitana

Vito Troikato
O Homem Forte do Poder
Prestidigitador, ilusionista e manipulador. Deixou o Frango Lusitano depenado e cacarejando. Está a treinar "Evasão" para quando os galos acordarem...


Cosa Nostra Lusitana

Paolo Portieri
Personagem Sinistra
Começou a sua vida como jornalista a dizer mal dos políticos e agora é político a fugir aos jornalistas. A sua maior proeza resume-se ao envolvimento num negócio de piratas ao comprar submarinos que para mais não servem do que detectar gambuzinos no Tejo.

Os contornos deste negócio internacional só não se conseguem descobrir em Portugal, tal é o profissionalismo da "Cosa Nostra".



Cosa Nostra Lusitana

Dom Stafermo
Supervisor da Máfia
Entrou para a "Cosa Nostra" com o intuito de fazer a rodagem ao seu Citroën e nunca mais largou o "tacho".

Inultrapassável em inutilidade. Fala quando não deve e cala-se quando devia falar. Aproveitou os "bons tempos" para se lançar nuns "investimentozitos" especulativos com os seus amigos mafiosos.

Brevemente abandonará a Máfia para se recolher em Boliqueime e gozar a sua "pobre" reforma.



Cosa Nostra Lusitana

Socretino
Ex-Operacional
Outro que soube aproveitar o "tacho". Um verdadeiro engenheiro! Usou de engenharia para se tornar engenheiro. Esta necessidade luso-mafiosa de títulos académicos advém, segundo alguns estudiosos da matéria, do facto de o povo não associar doutores ou engenheiros à velhacaria, ao roubo e à vigarice. Começou a perceber que não era assim tarde de mais...


Cosa Nostra Lusitana

Duran Barriolli
Chefe da Comissão Europeia de Mafiosos
Começou a sua carreira no MRPP. Mas, como este partido não lhe proporcionava nenhum "tacho" e muito menos nenhuma manjedoura à altura do seu porte, depressa escalou a montanha.

É uma versão europeia de Dom Stafermo. Dá uma no cravo, outra na ferradura, não tendo qualquer utilidade para a Europa e muito menos para o seu País. É simplesmente um grande "tacho".



Cosa Nostra Lusitana

Exaltini Morales
Presidente de Autarquia
Um dos mais prestigiados e competentes mafiosos. Conseguiu roubar e tourear a Justiça com meia dúzia de chicuelinas. Brilhante!


Cosa Nostra Lusitana

Dom Burlleta
Mafioso Insaciável
Ajudado por amigos não soube quando devia parar, ao contrário deles, e foi fazer disparates para o Brasil tornando a sua detenção inevitável.

Dom Burlleta é conhecido e destacado pelos restantes colegas da Máfia pela sua ostentação e estupidez.



Cosa Nostra Lusitana

Armando Varetta
Manipulador de Influências
Começou como estafeta a entregar bilhetes entre os mafiosos a troco de pequenas gorjetas, mas depressa se tornou ambicioso.

Para este mafioso tudo serve desde que tenha cotação. Podem até ser uns robalos ou umas douradas. É certo que não chega para ir muito longe, mas já dá para chegar perto do contínuo ou do segurança. Trata-se de um cargo indispensável na Máfia.



Cosa Nostra Lusitana

Olívio di Bosta
Operacional
Ajudado a deter pela própria Máfia que, posteriormente, o ajudou a desaparecer de cena para não se tornar incómodo.
Uma história simples, mas esclarecedora dos meandros da "Cosa Nostra".


Nota: Este trabalho chegou-nos por e-mail num PowerPoint apenas identificando o autor da montagem e legendagem dos diapositivos como "J. Frade".
Seja quem tiver sido o autor dos desenhos e escritor do argumento, os nossos parabéns por este fabuloso trabalho.

Deixa o teu comentário em "Cosa Nostra Lusitana" - A Máfia à Portuguesa